17 de abril de 2007

Uma história de resistência

Estes malmequeres que ficam entre os prunos e os plátanos têm uma história engraçada.
Comprei um vasinho com uma flor tímida e plantei-o ao pé da charca há anos, antes de existirem ovelhas.
Vieram as ovelhas e comeram quase tudo. Consegui salvar um pezinho e transplantei-o para a frente da casa. Mas apanhava muita sombra, quase todo o dia, e não crescia nada, embora não morresse.
Finalmente transplantei-o de novo para este lugar. Era uma coisinha de 10 cm de altura e quase sem rama. E eles gostaram, até porque aqui têm água todo o verão com o sistema gota a gota que o Diogo montou.
E agora ficam assim! Uma bola de estrelas. Um céu ao contrário. Gosto muito deles!!!

2 comentários:

Anónimo disse...

enfim... eles encontraram a morada certa com a tua ajuda.... coitados fartaram-se de viajar.
Eles espelham bem a nossa vida, umas vezes quase destruída, sem cor nem cheiro, mas este é um bom exemplo Guida...
É um final feliz, e que elas florescam em muitas e muitas primaveras e que elas sejam sempre mas sempre olhadas por ti.

dynossauro

TINTA PERMANENTE disse...

'Quem quiser medrar, viva ao pé da serra ou junto do mar'. Ou perto da Margarida...
Abraços!