3 de abril de 2007

Ainda a maratona

O Simão mandou-me esta fotografia. Eu e a Inês-neta. Ela chama-me mesmo AvóGuida, e eu gosto. A minha Inês-neta-mesmo está tão longe!!!
É já no regresso a Alcains e poucos segundos antes de apanhar um susto com a passagem dos adeptos de outro desporto, os ciclistas, que passaram a boa velocidade pelas frestas entre nós e a valeta sem eu ter percebido que lá vinham!

O Simão explicou-me que esta estradinha, assim arranjada, cobre uma estrada romana.
Estas coisas deixam-me sempre triste. O progresso, já dizia Camilo Castelo Branco ...
(a propósito do alargamento de uma rua de Coimbra que exigiu o corte de uma parte de uma das mais antigas igrejas portuguesas, a de S. Tiago)
... é gordo - alarga ruas e deita casas abaixo.
Eu acrescento que é pesado. Aqui cobriu e alapou-se sobre uma marca da História com dois mil anos.

4 comentários:

Manuel disse...

Gostei da foto, muito "limpinha", e olha que lá atrás, vem dois ciclistas. Será que foram esses?

Simão disse...

A avó e a "neta"estão muito bem.De facto o progresso traz sempre coisas negativas....mas enfim é o preço a pagar por certas comodidades.

Kimangola disse...

... é gordo - alarga ruas e deita casas abaixo e pesado.

Então um progresso magro,elegante,leve, não faria coisas dessas.
Coservava e acrescentaria.

Um abraço
Kimangola

TINTA PERMANENTE disse...

Alcains?! Então já sei por que fizeram a estrada!...
Abraços!