14 de fevereiro de 2007

O Diogo "apanhou-o", ao clandestino



DIZ O DIOGO:

Um dos mais esquivos animais da charca, foi, desta vez, apanhado pelo máquina fotográfica, vitima da "sede" de sol, depois de alguns meses hibernando.
(cliquem para ver melhor)

6 comentários:

Manuel disse...

Eh! Eh!
E dois pares de olhos fixos nele, não contando os do Diogo.
Estarão a preparar-se para o cumprimentar?

margarida disse...

Entretanto o pato bravo, o sempre provisório (por emigrante) marido da pata cizenta que se vê na imagem, afasta-se sobre a água, amuado com a atenção que a esposa está a dar ao cágado.

Kimangola disse...

SIMPLES E BELO.
HARMONIA E SENSIBILIDADE, TANTO DOS PROTAGONISTAS COMO DE QUEM FEZ O CLICK.

kIMANGOLA

greentea disse...

está lindissima a foto ; a natureza é um espectáculo, o autor da foto tb.

greentea disse...

não tinha percebido que era um cágado... em casa da minha avó havia um que passeava pela casa toda mas no inverno escondia-se e ninguem mais o via !

TINTA PERMANENTE disse...

Bem apanhado este Ness à moda da Beira Baixa!...