24 de fevereiro de 2007

De S. Paulo, pela mão do Valdomiro


O Valdomiro mandou-nos um lugar onde podemos ver o Mosteiro da Luz, do séc. XVIII, e peças do museu de Arte Sacra.
Peçam-lhe imagens da escola dele. De uma turma dele. E alguns dados sobre a sua vida, assim como a dos seus colegas, como professor.
Vai ser a única maneira de eu, e outros como eu, de repente termos a noção de que professor aqui, apesar de todas as tropelias da Ministra, ainda é feliz...
Faz uns anos arrepiei-me de o ouvir falar em 50 alunos por turma. Fora o resto... Fiquei com a sensação que um professor brasileiro é um herói.
Conta lá, Valdomiro! E manda uma fotografia de uma das tuas turmas (classes)!

3 comentários:

Vilaça disse...

Quanta gentileza.Assim ,fico sem palavras...
Fraterno abraço e até breve (espero...)

Valdomiro disse...

Olá, amigos!
Sou professor em escola pública estadual na cidade de Carapicuiba,Estado de São Paulo,Brasil. Fui privilegiado em desenvolver um riquíssimo trabalho pedagógico com a Margarida.Ganhamos e aprendemos muito! Realmente, não é fácil lecionar mediante tantos problemas de estrutura física,pedagógica e de super lotação nas salas de aula. Trabalhei 16 anos numa escola e só saí por falta de aulas , pois colegas com maior pontuação pegaram número maior de aulas....mas tudo bem... Aqui temos salas com 40 a 55 alunos.. Independente da série. Imaginem uma sala de Ensino Médio ( que corresponde aos anos 9.o,10.o e 11.o) que são adolescentes e adultos num espaço insuficiente. Mal dá para o professor circular no interior da sala. Agora calculem!!!!!!! Dependendo da disciplina, um professor pode ter em média 500 alunos..... Isso é loucura!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Abraços.

margarida disse...

E assim, os professores que aqui entrarem, subitamente vão sentir-se felizes, comparando a sua vida com esta...