15 de março de 2007

De Bruxelas...

A Inês, a primeira que me transformou em Avó, a gozar o primeiro jardim de casa da sua vida. Tão pouco sol há por aquelas terras que, quando vem, ofusca. Mas com sol ou sem sol, sabe-me bem saber que agora pode apanhar mais ar em cada dia.
Saudades dela...

3 comentários:

bettips disse...

O teu blog "casa de Avó" é uma ternura. A casa no campo mai-los carneiros, é um idílio. Que o vivas BEM, te desejo. Quando for avó, quero ser como tu! Abç

diogo disse...

Estou a ver muito trabalhinho nesse Jardim. Já sabem quantas vezes se corta a relva por ano?
Pelo menos, como aí está sempre a chover, não é preciso regar.

TINTA PERMANENTE disse...

...e com essas saudades todas não haverá hipótese de uma 'comissão de serviço'...?
Abraços!